sábado, 15 de janeiro de 2011

Pode me chamar de gay...

Dia desses, em um bate papo sobre temas variados com minha amiga e companheira de blog Letícia (vulgo Lety), discutimos sobre como os homossexuais têm se assumido mais perante a sociedade, mas, mesmo assim, ainda sofrem ondas de preconceitos.

Muitas pessoas dizem não serem homofóbicas, mas na primeira oportunidade utilizam de piadinhas ou apelidos pejorativos para diminuir outras pessoas, sejam elas homo ou hétero. Tratam a homossexualidade como se fosse um defeito, o que, por óbvio, não é.
Ter preconceito não é somente sair por aí espancando os homossexuais que encontrar pela frente ou jogar-lhes tomate na cabeça. Ser preconceituoso é olhar diferente, é criticar sem conhecer, é fazer piadinhas infames, é afastar do amigo que se assumiu (ou amiga), é dizer não se importar se a pessoa é gay, desde que fique bem longe de você.

Bem, eu confesso que tenho imensa admiração pelo gay assumido, homem ou mulher. Enfrentam olhares, críticas, risadinhas... e saem sempre por cima! De cabeça erguida e (infelizmente) preparados para uma próxima onda preconceituosa.

Para homenagear os nossos leitores e amigos gays e demonstrar o respeito desse blog a esses lutadores, segue abaixo o texto retirado do livro “Canalha!” do autor Fabrício Carpinejar. 



“Pode me chamar de gay, não está me ofendendo. Pode me chamar de gay, é um elogio. Pode me chamar de gay, apesar de ser heterossexual, não me importo de ser confundido. Ser gay me favorece, me amplia, me liberta dos condicionamentos. Não é um julgamento, é uma referência. Pode me chamar de gay, não me sinto desaforado, não me sinto incomodado, não me sinto diminuído, não me sinto constrangido.
Pode me chamar de gay, está dizendo que sou inteligente. Está dizendo que converso com ênfase. Está dizendo que sou sensível.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que me preocupo com os detalhes. Está dizendo que dou água para as samambaias. Está dizendo que me preocupo com a vaidade. Está dizendo que me preocupo com a verdade. Pode me chamar de gay. Está dizendo que guardo segredo. Está dizendo que me importo com as palavras que não foram ditas. Está dizendo que tenho senso de humor. Está dizendo que sou carente pelo futuro. Está dizendo que sei escolher as roupas.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que cuido do corpo, afino as cordas dos traços. Está dizendo que falo sobre sexo sem vergonha. Está dizendo que danço levantando os braços.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que choro sem o consolo dos lenços. Está dizendo que meus pesadelos passaram na infância. Está dizendo que dobro toalha de mesa como se fosse um pijama de seda.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que sou aberto e me livrei dos preconceitos. Está dizendo que posso andar de mãos dadas com os anéis. Está dizendo que assisto a um filme para me organizar no escuro.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que reinventei minha sexualidade, reinventei meus princípios, reinventei meu rosto de noite.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que não morri no ventre, na cor da íris, no castanho dos cílios.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que sou o melhor amigo da mulher, que aceno ao máximo no aeroporto, que chamo o táxi com grito.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que me importo com o sofrimento do outro, com a rejeição, com o medo do isolamento. Está dizendo que não tolero a omissão, a inveja, o rancor.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que vou esperar sua primeira garfada antes de comer. Está dizendo que não palito os dentes. Está dizendo que desabafo os sentimentos diante de um copo de vinho.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que sou generoso com as perdas, que não economizo elogios, que coleciono sapatos.
Pode me chamar de gay. Está dizendo que sou educado, que sou espontâneo, que estou vivo para não me reprimir na hora de escrever. Pode me chamar de gay. Que seja bem alto.

A fragilidade do vidro nasce da força e do ímpeto do fogo."

Então é isso galera: sejamos humanos o bastante para aceitar as diferenças e aprendermos a respeitá-las! 

Um viva aos gays!

Por Naiara

10 comentários:

disse...

Pra mim, um dos melhores textos do blog até hj.
:)

15/1/11
C.P. disse...

Lindo!!!

15/1/11
Angélica Cristina disse...

o Mundo é mesmo GAY!!!
VIVA a eles!!

15/1/11
Anônimo disse...

Texto muito interessante, Tchu!!!Nunca tinha pensado assim. Muito bom!!
Mais uma vez, Parabéns!!!!
Bibi

16/1/11
Naiara e Letícia disse...

Que bom que você gostou do texto querida Lety! =)


E valeu demais galera o apoio!!! Vocês são demais!!!

16/1/11
Pamela disse...

parabens pelo post ^^

Passando para avisar que esta havendo Sorteio no meu blog.. Participa?
Se já estiver participando, desejo boa sorte! =)

http://pamelanews1.blogspot.com/2011/01/sorteio-de-inauguracao_12.html

20/1/11
Yuu... disse...

Texto maravilhoso! Nóhsinhora! lindo demais!!! Lindoo, sem mais.

1/2/11
Naiara e Letícia disse...

=D

1/2/11
Ton Cardoso disse...

Texto muito bom...
Parabéns às autoras do blog...muito legal!

23/2/11
Ciça, Ceci... disse...

Muito bom mesmo!!
Parabéns!!
:)

28/2/11