quinta-feira, 16 de junho de 2011

A síndrome do dedo podre

Aquela que já não se envolveu com um idiota que atire a primeira pedra! Acredite: a grande maioria das mulheres  já se envolveu com um cara que, vamos combinar, o adjetivo BABACA é um elogio para ele. Não se culpe! Afinal a gente muitas vezes só conhece o cara depois de muitas horas de bate papo e relacionamento. 

Conhecer babacas e se relacionar com eles deve ser a exceção em sua vida, mas se for a regra aqui vão umas dicas básicas para você mudar a estratégia da conquista, e largar mão de utilizar o dedo podre na escolha do paquera:

1 - Saiu com o cara e ele não telefonou depois, não invente mil desculpas pelo gato: ele simplesmente não quer mais sair com você. Vocês saíram, se divertiram, rolou uma química e seu coração bateu mais forte? Acredite, se ele não ligou convidando para uma nova noitada é porque o dele não bateu. Nada de se martirizar, esqueça o dito cujo e esteja aberta a uma nova noitada de boas risadas com outro.

E se ele ligar depois de um século chamando para sair novamente, muito provavelmente ele acha que você está à disposição dele. Apenas aceite se isso for verdade, se não, recuse na cara dura!

2 - O medo de ficar só faz muitas gatinhas andarem por aí mal acompanhadas. Taí, um conselho que sempre dou para alguém que está em um péssimo relacionamento: antes só do que mal acompanhada! O cara vive saindo escondido e você só descobre depois por uma amiga, e fica morrendo de vergonha? Pé-na-bunda dele! Ou vai ficar fazendo ronda pela cidade para ver se acha o dito cujo em algum flagrante? A base de um relacionamento é a confiança, e se o macho em questão te deu motivos o bastante para você não confiar nele, para que viver nessa eterna guerra mental? 

Terminar um relacionamento nunca é fácil, mas ficar sozinha muitas vezes é uma ótima opção (vale aqui fazer a utilização do kit fossa). Antes só do que ao lado de pessoas que não te amam ou te valorizam. Afinal é estando sozinha que você dará oportunidade para um outro se aproximar.

3 - Nas primeiras saídas com o gato já soou um alarme interno "Corre que é cilada, Bino". Dê ouvidos a todos os alarmes internos! Mulheres têm um ótemo sexto sentido.

Muitas vezes nos deixamos levar pelo belo sorriso, os cabelos sedosos, a fala macia.... aiai... e queremos mentir para nós mesmas que o envolvimento com o carinha tem imensas chances de dar certo. Nananinanão! Nada de se enganar! Pode ser que o sexto sentido esteja errado, mas até saber disso é bom não se jogar de cabeça.

4 - Ficou com o cara e só depois descobriu que ele tinha namorada. Xiiii.... em raríssimas exceções: ele não vale um saco de pipoca, amiga! E caso ele venha com o papo de que o relacionamento não está bom, que ele está pensando em terminar, que as coisas não vão bem e etc etc, peça para voltar quando estiver livre e desimpedido. Afinal se ele está traindo a pessoa que está do lado dele a um tempo com uma estranha, imagine só o que ele não faria contigo.

Pior ainda se carregar uma grande aliança dourada no dedo anelar esquerdo. A não ser que você queira chegar ao cargo de concubina oficial, afaste-se quilômetros. Afinal de contas, você também não vai querer agir como uma piriguete (PELAMORDEDEUS).

5 - Se ele mente coisinhas pequenas... pode ter certeza que mente coisas grandes também. Bem normal a gente inventar uma mentirinha aqui, outra ali, e assim vamos vivendo. Mas daí a conviver com um mentiroso é totalmente diferente! E se você não sabe se é realmente verdade que ele ganhou o prêmio de bom aluno quando estava na quarta série, não vai saber também se no final de semana que você viajou para visitar sua avó ele ficou em casa e não foi a alguma boate. Não vale a pena!

6 - Não viva um relacionamento que só existe na sua cabeça. Pode parecer estranho quando falado assim, mas é uma situação muito recorrente. O cara fica com a menina de vez em quando, e ela já  o "namora" sozinha, coitada. Enquanto ela se priva de sair com amigos, ficar com outros caras bacanas (porque acha que está em um relacionamento seríssimo, ou porque não quer decepcionar o "namorado") o macho sai a caça por aí sem se preocupar com nada disso. Quer saber em que pé anda seu relacionamento? Pergunte! Sem soar como cobrança (afinal ninguém gosta de se sentir pressionado). Uma boa conversa pode resolver tudo.


7 - Acho que o que vale mesmo é você se valorizar, se amar, e descobrir que muitas vezes estar só é ótimo. A carência atrapalha, e nos faz envolver com babacas muitas vezes, mas isto não pode ser a regra de nossas vidas. Descubra o que você realmente quer de um companheiro e busque isso nos carinhas que você conhecer. 

E por falar em conhecer, saia de casa. Frequente lugares bacanas e saudáveis. Esteja aberta a conversas descompromissadas. Faça novos amigos, saia com os antigos. Cuide-se! Seja carinhosa consigo mesma, e isso se tornará mais um motivo para querer ficar o mais distante possível de babacas e idiotas e crápulas e panacas e etc!

Por Naiara

4 comentários:

disse...

Nossa, tudo absolutamente verdade, nem sei mais para onde concordar.

16/6/11
disse...

Nossa, tudo absolutamente verdade, nem sei mais para onde concordar.

16/6/11
Viviane Pinho disse...

Realmente falou tudo! É exatamente assim que funcionam as coisas! Só depois que comecei a pensar dessa forma que meu dedo podre parou de palpitar na minha vida! kkkkkkk

Beijos, Tchu!

16/6/11
Naiara e Letícia disse...

Pois é meninas, uma coisa é certa: Ninguém nasce sabendo essas coisas! Aprendemos errando mesmo... o que não pode é continuar cometendo os mesmissimos erros o resto da vida! Socoooorrrrrooo gente!


E fala sério... quantas moças lindas vocês não conhecem que ainda utilizam o dedo podre na hora da conquista, hein?

Beijos!!!

16/6/11