sábado, 27 de agosto de 2011

SEGUNDO VENCEDOR - PROMOÇÃO ESCRITO DE BATOM

Fala galera!

Viemos trazer o último texto vencedor da Promoção Escrito de Batom que irá levar a última caneca feita pela Arte Produtos.
E a leitora escritora que ganhou foi a ---> Nayara Evelinne. Parabéns, Nayara! Você receberá um e-mail solicitando seu endereço para o recebimento do seu prêmio, fique de olho!

Aos demais escritores dos lindos textos que recebemos: muitos obrigadas! Vocês tem muito talento e o carinho que nos deram com suas palavras foi imenso. Infelizmente, alguns passaram dos caracteres das regras, e quisemos ser justas quanto a isso. Mas todos foram lidos e ficamos encantadas! Vamos publicá-los, uma vez por mês, na sessão de leitores. Obrigada de verdade!

Agora, leiam o texto da vencedora Nayara:

Pela janela




Pela janela do meu quarto eu passei a ver cores que há tempos eu via, mas não enxergava. Percebi então que  aquela  janela antes preta e branca  hoje me fazia enxergar um céu em tons de cor azul, com pequenas nuvens que denotavam um brilho solar radiante e paisagens com folhas verdes. Toda aquela nova visão que eu então descobrira pela minha janela, fizera brotar em mim lágrimas que logo me remetiam e me faziam pensar no orvalho e também nas “chuvas de verão”Só então eu percebi que eu não havia perdido toda a sensibilidade da vida, muito menos a sensibilidade do olhar. Pela janela do meu quarto eu compreendi que ignorar aqueles fatos e/ou aquelas pessoas (ou coisas) não alteraria em nada para mim,  muito menos para elas, afinal o ângulo de visão seria completamente diferente. A visão que agora então tenho pela minha janela, me faz agora entender que, o que antes eu via não estava certo, muito menos encantava meu olhar. Sei ainda que aquela minha janela apresentava algumas grades na sua estrutura, que por ventura tentavam interceptar a minha visão. Talvez elas (as grades) quisessem ofuscar e fragmentar minha clara visão e então, tornar o meu céu escuro, sombrio, com folhas secas e transformando então aquelas velhas lágrimas em pequenos fragmentos de gelo. Só então eu percebi que aquelas grades não estavam ali como meros empecilhos decorativos para me deixarem cega.

O que aquela janela queria me mostrar além-da-grade era que eu poderia enxergar além das barreiras, saltar o meu olhar para as melhores paisagens que pudessem existir e que encantassem meus olhos. E ela não estava de toda errada…  Hoje, mais do que nunca, vejo um céu de cores novas, com folhas verdes que parecem brotar a todo instante e com chuvas que parecem escorrer por todos os cantos.

Tudo pela janela do meu quarto.

Por Nayara Evelinne

Nossos agradecimentos especiais à Camila, dona da Arte Produtos (@ArteProdutos), que fez canecas lindas e de bom grado as cedeu para nossa promoção: esperamos que seu negócio prospere muito, e conte sempre conosco para que isso aconteça!
E à TwiterMoc (@TwiterMoc) por toda a ajuda e amizade.

Até a próxima!
Naiara e Letícia

1 comentários:

Marcelo Lima disse...

Parabéns ao ganhador ")

27/8/11